Bandeira do Atlético Mineiro
Foto: Pedro Souza/Atlético

O Conselho Deliberativo do Atlético aprovou a transformação do clube em SAF (Sociedade Anônima do Futebol) e a venda de 75% das ações para a Galo Holding, ligada aos mecenas que apoiaram na gestão nos últimos anos, no valor de R$ 913 milhões. A dívida total da associação (R$ 1.8 bilhão) também será assumida pela SAF atleticana.

O negócios envolve, ainda, o patrimônio do clube. A sede no Lourdes, os clubes sociais Vila Olímpica e Labareda, e um casarão na Pampulha continuarão sendo propriedades da associação. A Galo Holding será proprietária da Arena MRV e da Cidade do Galo.

Como será a divisão da Saf do Atlético:

— 75% das ações: Galo Holding

— 25% das ações: Associação (CAM)

O aporte de R$ 913 milhões da Galo Holding será dividido da seguinte forma:

— R$ 713 milhões (78%) dos 4R’s (Rubens e Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador);

— R$ 100 milhões (11%) de um fundo de investimento privado;

— R$ 100 milhões (11%) para o Fundo de Investimentos Galo (FIGA) de outros empresários atleticanos;

Vale destacar que do valor investido no negócio, R$ 313 milhões serão abatidos da dívida do Atlético com os mecenas. Já os R$ 600 milhões restantes serão destinados ao pagamento de parte das dívidas da associação. O total devido pela associação chega a R$ 1.8 bilhão e o passivo será assumido pela Galo Holding.

Sérgio Coelho fala sobre SAF do Atlético – Via Galotv/YouTube
Comentários da Massa
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *